Pesca em Ten Thousand Islands

É o melhor que o estado tem para oferecer.
Pesca em caiaque

Pesca em um caiaque lhe dá oportunidade de pescar em águas fundas ou rasas.

Por Capitão Charles Wright

O estado da Flórida, com seus vastos litorais, clima maravilhoso e comércio de pesca impressionante é, sem dúvida, a Capital da Pesca do Mundo. O auge desse paraíso de pesca fica ao sul da Chokoloskee Island no trecho das Ten Thousand Islands do Everglades National Park. A área é rica em história, oportunidades de pesca com linha e anzol, diversidade e experiência.

Localizada a apenas 90 minutos de Miami, Fort Lauderdale e Fort Myers e a apenas 40 minutos das vizinhas Naples e Marco Island, poucos lugares são rivais do Western Everglades. É um viveiro enorme de vida marinha que alimenta uma variedade de esportes e comidas de peixe. De seus rios, flats e ilhas fornecem o alimento que nutre as espécies que nós, desportistas, procuramos - axigã, tarpão, robalo, cantarilho, truta, permit, cobia, tubarão, garoupa, caranha, pampo, sargo-de-dente, prejereba, cavala e peixe-rei. É comum pegar uma dúzia, ou mais, de espécies em uma única viagem.

Localizada mais próxima do centro geográfico está o portão de entrada para este paraíso, a Chokoloskee Island. Chokoloskee é uma ilha de 137 acres, rica em história, na região sul da área de Ten Thousand Islands. No sentido noroeste, há literalmente milhares de ilhas de mangue para pescar. Contra a margem sul do continente, as águas das marés fluíram para longe das águas profundas muito antes de chegarmos. Esses rios fornecem oportunidades excelentes para pescar em barras de ostra, bancos de areia, planícies lodosas, barrancos, fozes de rio, córregos e afluentes de riachos.

Enquanto os pescadores de iscas artificiais e vivas do tipo podem pescar nesses rios de forma eficaz, este talvez seja o paraíso do pescador com mosca. A "cabeceira das águas" é cristalina, embora sempre haja uma coloração de chá por causa do ácido tânico liberado pelos manguezais, o que proporciona excelentes oportunidades para o tipo de pesca que requer uma visão clara do peixe antes de pescá-lo, o sight-fishing. Os rios estão cheios de pequenas ilhas de manguezais e afluentes de riachos que são paraísos para peixes, como as populações "residentes" de exemplares menores de tarpões. A água em movimento escava "buracos" (barrancos) profundos e ao mesmo tempo cria bancos de areia e lodaçais. Inúmeras barras de ostras - pequenas fortalezas da natureza para caranguejos, camarões e pequenos peixes - ficam subindo e descendo o rio, criando fendas naturais e turbilhões.

No norte de Chokoloskee, ficam os rios Pumpkin, Little Wood, Wood, East, Fakahatchee, Ferguson, Barron e Turner. Ao Sul, você encontrará os rios Lopez, Chatham, Houston, Lostman's, Rodgers, Broad e Harney, assim como muitos riachos sem nomes, grandes o suficiente para conter tarpões, robalos, cantarilhos, garoupas e muito mais. Não importa qual o rio ou afluente que você explore, há mais excelentes pontos de pesca que você poderia explorar em um dia.

Os rios ao norte desembocam em grandes baías cercadas por milhares de ilhas. Cada uma oferece oportunidades para pesca em suas respectivas barras de ostras, desvios, saliências e fendas de mangue. As próprias ilhas formam "passagens" massivas pelas quais as águas das marés fluem. Essas passagens escavam buracos que têm, por vezes, mais de 6 metros de profundidade. A menor das garoupas, a maior das miraguaias, cavalas e cobias se movem pelas passagens nos meses mais frios. À medida que a temperatura aumenta, as enormes garoupas-pretas, um grande número de grande tarpões e os maiores robalos retornam para cá. Caranhas, xaréus, trutas, pampos e ladyfish estão presentes quase o ano inteiro.

Os rios do sul são alimentados pelas águas profundas, uma vasta área inundada de baías, golfos, angras e ilhas. Como parte deste lugar, há a Wilderness Waterway, uma pista de canoagem demarcada e mantida pelo Everglades National Park que tem uma extensão de quase 160 quilômetros até chegar em Flamingo.

Mais adiante em águas profundas, para o norte, acima das baías, há riachos que escoam do continente. Aqui você pode pegar um robalo no primeiro lançamento, um cantarilho no próximo e um achigã no outro.

As fozes do rio sul são definidas por barras de ostras enormes e passagens que cortam até mesmo gramas mais altas e planícies lodosas. No momento adequado, essas áreas concentram um grande número de peixes e animais selvagens. Ao pescar nas fozes, é comum estar entre centenas de aves pernaltas, peixe-boi, jacarés, golfinhos, águias e águias-pesqueiras. Você ainda verá veados, porcos, gatos e urso nas praias.

As ilhas da barreira externa tanto no norte como no sul estão cheias de praias intocadas, cristalinas e isoladas com planícies pantanosas ao largo da costa. Robalos, cantarilhos, tubarões e xaréus percorrem as praias, proporcionando ótimas oportunidades para a pesca no estilo sight-fishing. Trutas, pampos, ladyfish, linguados e cantarilhos estão mais para cima nos flats. Tarpões, tubarões, cobias, xaréus-brancos e golfinhos estarão lá, também, caçando as espécies menores. Enquanto pesco truta com uma carretilha de 30 quilos, meus anzóis quase sempre passarão por um cardume de ladyfish. Na primavera, verão e outono, muitas vezes uma ladyfish será devorada por um tarpão saqueador.

Em alto mar, à vista de terra, há formações naturais e artificiais que abrigam pilhas de peixes - cobia, robalo, garoupa-preta, cavala, peixe-rei, caranha e permit. Um dia típico pode consistir de uma viagem por dentro e por fora. Pescadores que usam linha e anzol podem pescar nos rios e ilhas na parte da manhã e longe da estrutura próxima à costa durante a tarde. Nos meses mais quentes, eu posso testemunhar a cadeia alimentar da mãe natureza em primeira mão. Pelo menos uma vez por semana, uma das cobias, permits ou robalos que pesquei é engolida por uma garoupa-preta gigante ou é levada por um tubarão. Isso certamente transforma um dia na água em algo animador!

O pescador típico não pode sempre escolher a pesca quando o clima está perfeito. A maioria de nós pesca quando nossas outras obrigações permitem, quando temos tempo livre ou estamos de férias. Ao contrário de quase todos os outros pescadores na Flórida, raramente você será repelido por causa do tempo no oeste dos Everglades. Devido às diversas oportunidades de pesca e à grande quantidade de água protegida, você pode quase sempre encontrar boas áreas abrigadas para pegar peixes, independentemente de qual for a previsão do tempo.

Para alguns, inclusive eu, uma das características mais atraentes da área é a solidão. Eu prefiro pescar sozinho somente com a minha vara de pesca, com os animais selvagens, nas ilhas e com os peixes. Eu gosto de sentir como se este lugar especial e o tempo fossem meus. Aqui você tem essa escolha. É muito fácil ficar longe de outras pessoas porque há tanta coisa disponível para se explorar e experimentar.

Eu me sinto muito sortudo por poder viver e trabalhar nesta área. Uma das minhas maiores emoções é observar as pessoas conhecendo esta área. O olhar no rosto do pescador, como ele olha para baixo em seu carretel para ver a parte inferior da sua bobina à medida que um permit nada para o horizonte ou a emoção no rosto de um jovem quando ele vê um robalo romper a água é absolutamente impagável. Eu não trocaria isso por nada no mundo.

O Capitão Charles Wright é dono dowww.ChokoloskeeCharters.com www.EvergladesKayakFishing.com. Com quatro barcos diferentes para escolher e uma frota de caiaques de pesca equipados, ele consegue permitir que seus pescadores vivenciem todas as possibilidades de pesca que a região tem para oferecer.

De volta ao topo da página
  • VISITFLORIDA.com
  • Collier County Government
  • VisitTheUSA.com
  • IAGTO - Golf Destination of the Year 2014
  • ACCREDITED - Destination Marketing Organization